Eu não gosto de futebol americano. Eu não entendo futebol americano. Eu entendo o fanatismo por esporte e eu entendo a importância da final. Mas, como publicitário, o que eu mais gosto é assistir as propagandas que passam durante o transmissão. Dizem que é o espaço mais caro do mundo. Como esse ano, várias marcas […]
" />

Os vídeos do Superbowl

February 5, 2007  |  Cultura, Internet

Eu não gosto de futebol americano. Eu não entendo futebol americano. Eu entendo o fanatismo por esporte e eu entendo a importância da final. Mas, como publicitário, o que eu mais gosto é assistir as propagandas que passam durante o transmissão. Dizem que é o espaço mais caro do mundo.

Como esse ano, várias marcas veicularam anúncios que foram feitos pelos consumidores e o video que ilustra esse post é um deles achei apropriado comentar a respeito. O The Washington Post fez uma matéria bastante interessante sobre isso na semana passada. Olha a chamada:

$2 Million Airtime, $13 Ad

Agora é hora de analisar e julgar os melhores. O Influx tem um post interessantíssimo e com opiniões parecidas com as minhas. Agora os departamentos de criação podem começar a se preocupar. Outras pessoas podem fazer o que eles fazem e de forma barata. O problema é que várias vezes o que acontece é que quem faz os anúncios são pessoas que estão no mercado publicitário e fazem as propagandas apenas para poder pirar sem se preocupar se o cliente vai gostar ou não. Se der certo, ótimo. Já vale a mega-exposição.

Existem outras táticas como a do GoDaddy em que a idéia principal é chocar e ser vetado para depois colocar no digg a chamada: “Assista os comerciais do GoDaddy vetados no SuperBowl”

O NPR fez um podcast (em inglês) que aborda a febre do CGC no SuperBowl e que vale baixar.
O pessoal da Organic fez um post no Three Minds questionando se a internet salvou os anúncios no Superbowl.

O Associated Content comenta os melhores e piores comerciais desse ano e o TechCrunch fala dos anúncios de startups Web2.0 que fizeram anúncios de oportunidade apenas para colocar no YouTube e aproveitar a febre de Consumer Generated Media na final desse ano.

E por falar em YouTube, você pode votar nos melhores anúncios desse ano por lá. O melhor de todos vai para a página inicial do site essa semana. Pronto. Agora é só assistir.

Post publicado originalmente no Coletivo Sem Papas


1 Comment


  1. Ol Neste fim de semana est bom em apoio do me,
    como isto ocasio estou lendo isso impressionante informativo n. aqui no
    meu casa .

Leave a Reply