É estranho. Sério. Cada vez mais eu vejo as empresas tomando as decisões por nós. Você lembra quando ia em um McDonalds e pegava os seus guardanapos, canudos e comia o seu lanche? Quantas grandes redes de fast-food permitem isso hoje? Acredito que são poucas. Antigamente no Spoleto você usava o quanto quisesse de queijo […]
" />

A ditadura imposta pelas empresas (ou quero mais guardanapos)

March 4, 2011  |  Bizarro, Rotina

É estranho. Sério. Cada vez mais eu vejo as empresas tomando as decisões por nós. Você lembra quando ia em um McDonalds e pegava os seus guardanapos, canudos e comia o seu lanche? Quantas grandes redes de fast-food permitem isso hoje? Acredito que são poucas. Antigamente no Spoleto você usava o quanto quisesse de queijo ralado e hoje você recebe um pacotinho.

E quando você pede por mais guardanapo e tem que lidar com a má vontade dos atendentes em te dar mais? Ao questionar sobre o porque dessa decisão de limitar o seu uso desses acessórios (se é que pode-se chamar desse jeito), o mais normal é ouvir que é uma preocupação da empresa com o meio-ambiente ou então ter que ouvir discursos de que após estudos notamos que o uso médio era esse e que havia muito desperdício.

Fico pensando em como foi feito esse estudo. Você concorda que ao colocar um guardanapo no lixo ele, automaticamente, fica sujo e invalida qualquer pesquisa feita com esse material? Pois é.

As empresas têm tomado decisões que reduzem o impacto no bolso delas mas essa economia nunca é repassada para nós. Ou você lembra de alguma marca que tenha baixado o preço dos produtos porque estava distribuindo menos guardanapos?
Ah! também tem aquele discurso da higiene. Agora os guardanapos são embalados e não são manuseados por outras pessoas. Bonito. Mas isso justifica porque você tem que comer um sanduíche com 2 hamburgueres, alface, queijo e molho especial com um guardanapo apenas? Sem contar que alguns dos locais ainda tem a cara de pau de colocar os talheres enrolados no mesmo guardanapo que você deve usar. Lamentável.

Quer saber? Eu sempre peço mais guardanapos. E quando recebo apenas mais um eu peço outro ou peço para eu mesmo pegar o quanto eu quero. Por que nessa hora, as atendentes são instruídas a pegar o guardanapo para nós e não nos deixar pegar o quanto quisermos.

Transfira essa mentalidade para outras maneiras de salvar o meio ambiente como transporte, uso de combustível e como produzem seus produtos que talvez eu acredite.

Esse discurso estranho de dizer que quer salvar o mundo quando na verdade está querendo é reduzir os custos não convence. É a mesma coisa quando os mesmos bancos e empresas que mandam malas diretas super elaboradas dizem que pararam de te mandar a conta detalhada por que se preocupam com o meio-ambiente. Você sempre pode acessar pela internet. Claro que você esquece, né? E, se precisar, você imprime em casa e eles continuam economizando. A casa nunca perde.
Sem contar essa postura ditatorial de determinar o quanto eu tenho que consumir para salvar o ambiente. Se a pessoa recicla seu lixo, procura economizar energia, usa transporte público mas mesmo assim, para essas empresas, ela não tem capacidade de se controlar e usar apenas os guardanapos que necessita. Uma pena.

E o pior é que nos acostumamos a ouvir esse tipo de ladainha e não questionarmos mais. Esse é o drama. Talvez alguma das empresas citadas aqui resolva responder a esse post tentando se defender mas infelizmente o que pode acontecer é que o discurso se repetirá e o comportamento continuará.

Enfim, sei que hashtags não vão salvar o mundo (post brilhante do Tiago Doria) mas eu precisava desabafar.Então aqui vai o meu apelo: Peça mais guardanapo. Sempre.


1 Comment


  1. Estamos sempe impostos a algo. Lembro de que quando ia no supermercado, os caixas só disponibilizava uma sacola para cada compra, não importava o quão era o peso da mercadoria. isso tudo chega a ser frustante!

Leave a Reply