Explosão, Rio e SP

October 14, 2011  |  Rotina

O que a explosão desse restaurante no Rio me fez pensar é que o Rio é exatamente como uma mulher bonita, linda mesmo mas daquelas aproveitadoras, sabe? Que usa a beleza para conquistar tudo o que quer e acha que a beleza é suficiente. Nesse momento em que a beleza proporciona tudo, realmente ela é suficiente. Mas e quando a beleza acabar, o que ela terá? Provavelmente não muito. Falta conteúdo.

Já SP, para mim é aquela mulher bem nascida, educada mas que não é bonita. Longe disso. Ela tem outros méritos e pode te conquistar de outras maneiras. Ela te trata bem, as coisas funcionam um pouco melhor e tal. E no final, como ela nunca teve a beleza para se apoiar, quando a beleza passar, ela ainda vai ter seu charme e suas maneiras de conquista. As vezes isso pode se apoiar no dinheiro ou no que o dinheiro proporcionou.
Espero que vocês entendam que isso é um pouco mais do que uma analogia pobre. As coisas têm realmente se provado bem próximo dessa comparação.

Eu sou carioca, moro e trabalho em SP e gostaria muito de voltar a morar e trabalhar no Rio. Infelizmente isso não me parece viável hoje. São coisas como a explosão que mostram que o governo do Rio e sua história, acham que ser a cidade maravilhosa é suficiente. Que a beleza é suficiente. Muita coisa é bonita mas nem todas funcionam como deveriam. Falta conteúdo para essa mulher bonita. O serviço no Rio, em geral, é ruim e isso é o que mata tudo. As experiências legais na cidade são quando não há interação com prestadores de serviço.

Olha a foto linda que tirei na praia, no cristo, o passeio no bondinho do pão de açúcar, uma volta no Jardim Botânico e depois na Lagoa

Quantas vezes você ouve as pessoas falarem que foram em um restaurante ótimo no Rio e que foram super bem atendidos? É raro. Mas o que me incomoda é que quem está no dia a dia nem nota isso. Eu mesmo só notei isso quando vim morar em SP. As pessoas acham que faz parte do chame do carioca e que os visitantes que devem se adaptar.

Não vou falar de violência porque isso, na minha opinião, é comum a todas as grandes metrópoles. Mas não tenho o que falar sobre as explosões de bueiros. E isso dói, cara. Sou carioca, minha família continua no Rio e eu voltaria ontem se me chamassem mas se a violência faz parte da rotina das grandes cidades, o descaso não deveria fazer. E hoje, no Rio, infelizmente faz.

Tem tanta coisa sensacional no Rio que nós, cariocas, achamos que isso já é suficiente. Já que o cara vai ter que comer mesmo, o meu restaurante faz a comida e ele come. O serviço? Ah! tanto faz. Ele vem aqui para comer. É mais fácil manter os clientes do que conquistar novos, lembra? Essa postura vai contra essa máxima do marketing

Tem muita gente boa tentando fazer com que essa cultura mude. Mas como todo mundo sabe, mudança cultural não é algo simples de conquistar. As pessoas devem querer. E não vejo os governantes querendo mudar. Claro que isso se seria replicado pelos moradores da cidade. Como um filho que imita o pai. O trânsito está ficando pior que em SP não só pelo excesso de carros e gargalos no trânsito mas pela falta de educação no trânsito numa coisa simples que é fechar cruzamentos. Os corredores de ônibus parecem ter melhorado alguns pontos de trânsito mas as pessoas podem ajudar também, né?

Todo mundo tem que ajudar. Está na hora da mulher bonita começar a estudar e se educar. Quando notarem que ela não é mais tão bonita, ter outros predicados vai ser bem importante.

Mas tem noção de como é ruim classificar esse post na categoria Rotina?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

HTML tags are not allowed.